terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

O que fazer na primeira semana de aula? Veja 8 dicas

Muitos professores têm dúvida do que fazer na primeira semana de aula. Por este motivo, resolvi fazer um pequeno artigo com alguns sugestões.
1. Defina regras de convivência em sala de aula: A educação cabe em qualquer circunstância e lugar de nossa vida. O professor como um agente formador de opinião deve proceder de modo educado para que os alunos se espelhem nele.
2. Promova dinâmicas de conhecimento mútuo: Essas dinâmicas assumem um papel importante em sala de aula, pois levam os alunos a interagirem entre si e a desenvolver laços afetivos e sociais. Com esse tipo de atividades, o professor poderá explorar características pessoas e familiares dos alunos, como uma conversa sobre gostos e preferências em relação a brinquedos, brincadeiras, desenhos e afins. O professor pode fazer com que esse seja um momento de descontração e diversão para os alunos.
3. Realize atividades com finalidades diagnósticas: Saber o que os alunos já conhecem é de fato essencial para o ponto de partida do planejamento docente.  Mais importante do que se preocupar com o conteúdo a ser dado, é o fato de que o professor faça a avaliação diagnóstica inicial e, assim, estabeleça os objetivos conceituais, procedimentais e atitudinais a serem alcançados.
4. Promova atividades lúdicas: A ludicidade é de vital importância na Educação Infantil e no ciclo de alfabetização, pois ela é um elemento presente no processo ensino-aprendizagem, processo ao qual acontece por diversas maneiras. Desta forma, surge a necessidade da incrementação de músicas, brincadeiras e brinquedos nas atividades diárias, de forma que estejamos promovendo uma aprendizagem mais rica e prazerosa, fazendo com que as crianças incorporem conceitos que somente a audição não permite.
 
5. Inspire confiança aos alunos: É importante, desde o início do ano letivo, demonstrar aos alunos que eles são portadores de habilidades e conhecimentos, que durante o ano letivo serão utilizados em diversas situações, sempre levando-os ao entendimento de que eles são capazes de aprender coisas novas e aprimorar conhecimentos e habilidades prévias.
6. Promova situações de leitura: Ler é um hábito poderoso que nos faz conhecer mundos e ideias. Seja um professor leitor, pois assim você irá inspirar a leitura por parte dos alunos. Os benefícios da leitura são amplamente conhecidos. Quem lê adquire cultura, passa a escrever melhor, tem mais senso crítico, amplia o vocabulário e tem melhor desempenho escolar, dentre muitas outras vantagens.
7. Promova situações em que os alunos tenham percepção sobre a importância do respeito a diversidade: As crianças devem perceber que ao seu redor existe um mundo com uma imensa diversidade étnica e cultural e que as pessoas que compõem essa diversidade necessitam ter respeito mútuo, no entanto, para que isso aconteça, é necessário que o professor seja um intermediador entre os alunos e as boas práticas que valorizam os valores, a diversidade, o respeito e a vida como um todo.
8. Seja atencioso e carinhoso: Muitas crianças tem um mau desenvolvimento intelectual nas escolas por falta de carinho e afeto em casa. Infelizmente, algumas são vítimas ou presenciam situações de violências física e verbal, má estruturação familiar e outros problemas sociais que abalam o seu estado emocional, contribuindo de forma negativa para a sua aprendizagem. Cabe ao professor demonstrar que no ambiente escolar todos os alunos são iguais e que os mesmos são muito importantes, procurando estimular relação afetivas entre todas presentes no ambiente, sendo assim, um abraço, uma lembrancinha ou um gesto de carinho poderá refletir de forma grandiosa na vida escolar e social das crianças.
Artigo de José Carlos Alves


0 comentários :

Postar um comentário